em Cerpolo, Noticias

               Surgido em 1949 na Alemanha, o EPS (ou Poliestireno Expandido, como sugere sua sigla) é um plástico de estireno derivado do petróleo. Descoberto pelos químicos Fritz Stastny e Karl Buchholz da empresa Basf, originalmente ocorrendo a polimerização do estireno em água e então sua expansão com o gás CFC. Mas como fora descoberto que esse gás era nocivo para o planeta, podendo prejudicar a camada de ozônio, ele foi trocado pelo gás pentano, que em sua composição final era inodoro, não contaminava o ambiente, podendo ser reciclado e voltar a ser matéria prima.

                Por ser um componente plástico, o isopor pode ser reciclado, basta que esteja separado de outros objetos, como metal, adesivos e papéis, pois durante o processo ele triturado até que as bolinhas que o compõe, se separem. Após a trituração, ele é derretido e pode virar outros objetos, como clipes de papel, interruptores e até caixas. Evite jogá-lo em aterros, pois sua grande impermeabilidade, evita que o solo o decomponha ou absorva os líquidos que caiam sobre ele.

                As vantagens do isopor na fabricação de objetos são:

                – Pelo conteúdo de dentro das pérolas serem o gás pentano, o isopor acaba sendo um material leve, com a densidade de 10 à 30 kg/m³;

                – Apesar da leveza e de parecer frágil, é bastante resistente em suas aplicações;

                – Mais uma vez o ar que está dentro das bolinhas se torna uma vantagem, pois evita que o calor passe, tornando-se assim com baixa condutibilidade e um bom isolante térmico;

                – Se ajusta à todas as necessidades, em quesito forma e tamanho, sendo um material bem versátil;

                – Com um espaço extremamente pequeno dentro de si, o isopor se torna resistente a absorção de água, não alterando suas características;

                – O isopor é compatível com diversos outros materiais que tenham ação química, como cola, concreto, cal, gesso e etc;

                – Econômico e adaptável, é de fácil transporte, armazenagem, suas embalagens são criadas na medida dos produtos e etc;

                – Por não absolver e nem liberar substâncias, ele se torna inócuo e higiênico;

                – Pode ser manuseado com qualquer ferramenta, assim facilitando a mão de obra.

                Por suas diversas vantagens, o isopor é aplicado em vários materiais e funcionalidades, tais como:

                – Caixas térmicas e baldes para gelo;

                – Porta – garrafas, copos e outros objetos;

                – Pranchas para artesanato e esferas para vitrinismo;

                – Pranchas e outros equipamentos esportivos;

                – Construção civil sendo utilizado como isolante.

                Sendo assim, o EPS (ou Isopor, como é chamado no Brasil), se torna um bom material para a produção de forros, e a Cerpolo oferece a aplicação do mesmo, além de divisórias, drywall e brises, com garantia de qualidade, confirmada por seus anos de serviço na área, para que seu projeto fique impecável. 

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar