em Cerpolo, Noticias

                O melhor momento da construção de uma residência, é a decoração. É o momento em que nos libertamos e tudo o que queremos, pode ser possível fazer, para deixar o nosso lar mais aconchegante. E uma das partes da decoração, é a escolha das cortinas ideais para nossa sala, quarto, cozinha e por aí vai. Mas para pode colocá-la, existem algumas dicas que podem ajudar a facilitar e transformar o ambiente num lugar bonito e agradável. Veja só:

                – Vamos começar medindo o ambiente ao redor das janelas. Meça a altura e o comprimento, não esquecendo de anotar os detalhes, espaços para sobras, o espaço entre a janela e o chão/teto, para que você saiba o tamanho certo a que comprar;

                – Decida se irá utilizar varões ou trilhos. Varões são os meios mais práticos e fáceis, pois é uma barra segurada por dois ganchos fixados à parede. Os materiais dos varões podem variar entre plástico, metal e madeira, sendo cromados, pintados ou decorados, dependendo do seu gosto. Já os trilhos, são um material mais simples, feito em plástico e metal, exceto quando é motorizado. Mas a diferença entre os trilhos e os varões, é que o primeiro não pode ser removido para limpeza. Ao decidir qual usar, não esqueça de pegar em um tamanho maior de o da cortina, para que ela possa fechar e abrir bem;

                – Decida se irá usar sanefas (sancas), aquela caixa de proteção em madeira ou ferro, que escondem a parte superior onde a cortina está presa. Esse tipo de artefato costuma dar um ar mais elegante ao ambiente, principalmente quando forrado no mesmo tecido da cortina, o que transforma ela numa peça só. A vantagem das sancas, é que elas também podem ser removidas para limpeza;

                – Vamos à altura da cortina. Decoradores preferem a escolha pelas cortinas grandes, que arrastem no chão, ou que pelo menos cheguem até ele, pois dar um ar mais clássico e luxuoso ao ambiente. Entretanto, se houver algum móvel sob a janela, como um sofá, mesa ou balcão, é melhor utilizar cortinas mais curtas, para que o tecido não atrapalhe;

                – Agora definindo o ambiente. As cortinas são para o quarto? Então o mais indicado é o uso do Black out, um tecido mais grosso ou painel, que é posto junto com a cortina e que pode ser usado junto à ela, ou escolher qual dos dois utilizar em cada situação. O blecaute é indicado pois escurece totalmente o ambiente, melhorando o sono por bloquear a passagem de luz por frestas e deixando o ambiente mais leve;

                – E então, a cortina. Você tem duas opções: as pré-fabricadas, e os tecidos que você escolhe à seu gosto e manda para uma costureira especializada fazer. Existem infinidades de tecidos, sendo eles os delicados como a seda, os leves como a renda, os grossos como os de fibras e assim por diante. Eles podem ser em diversas cores, lisos ou estampados, cada um com a cara de cada ambiente;

                – Se você optou por comprar tecidos para fazer sua própria cortina, existem acabamentos que podem deixá-la mais sofisticada e bonita. Alguns desses acabamentos são as costuras, a mistura de tecidos, colocação ou não de capas e as pregas, sendo elas: americanas, fêmea, macho, painel, argolas, ilhoses, passantes de tecido e tecido inteiriço. As mais elaboradas como a americana, macho e fêmea, são optadas quando não haverá a utilização das sancas, pois são os estilos mais trabalhados e decorados. Mas se você optou pelas cortinas já fabricadas, agora é só instalar;

                – Para finalizar, você decorar também. Existem enfeites como cordas, móbiles, presilhas e entre outros, que são um toque a mais. Mas aí, tudo depende do seu gosto e se você acha que irá combinar com o ambiente em questão.

                Com essas pequenas dicas, a escolha pela cortina pode se tornar mais fácil. E com a  ajuda da Cerpolo, a aplicação delas, além de forros, brises, divisórias e drywalls, se torna mais eficiente e de alta qualidade. Não hesite em nos procurar!

Deixe um Comentário

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar